quarta-feira, janeiro 17, 2007

Massagem tailandesa, uêba

A massagem tailandesa não é aquela em que você fica relaxando, quase dormindo. É interativo, você deve participar, sentir exatamente em que ponto a pressão está sendo feita e sentindo o sangue/energia fluindo ou sendo represado. Dizem que é como um "yoga passivo". E a sensação é muito boa, apesar de a massagista praticamente torcer, bater, puxar e pisar em você.

Esta é a escola de massagem do Wat Pho. Dizem que é a melhor de Bangkok.


A massagista Ahna, de Chiang Mai, se preparando para torcer minha perna.


Tem também uma escola onde trabalham apenas massagistas cegos, que devido ao tato desenvolvido têm a sensibilidade apuradíssima. Infelizmente não deu tempo de ir conferir, fica para a próxima.

Um comentário:

Renato massagistabr blogspot disse...

Massagistas cegos? que interessante, seria uma boa experiência. Vou anotar o nome da escola para uma eventual visita.

Gostei do blog, muito bom.

PS.: A japonesa da foto é bonita né? rsrs

Fui!