quarta-feira, junho 25, 2008

O frango-de-fogo

Certa noite decidimos comer outra coisa ao invés do tradicional churrasco coreano. Tentamos entrar em um restaurante descolado, ao que o garçom suplicou: Aqui servimos booldak, é muito apimentado para estrangeiros! Ora, estamos na Coréia mesmo, disse meu colega japonês. Tudo é ardido por aqui. Vamos nessa!

Provamos uma sugestão dada pelo garçom assustado, mas não estava nada ardido. Eram cubos de frango grelhados com molho, e condimentos, com queijo derretido. Não colocamos nenhuma pimenta para vocês, confessou o rapaz. Então nos traga o prato normal, ué - ordenamos.

Ah, se meu estômago falasse... Deve ter sido a coisa mais apimentada que já experimentei na vida. Depois do booldak, a porção apimentada de kimchi que acompanhava se tornou uma simples saladinha, a cerveja se tornou água. Meu colega japonês estava ensopado, num misto de suor com lágrimas que vertiam de seus olhos em chamas. Acho que eu também estava nas mesmas condições...

Ganbarê (Vamos nos esforçar!), dizia meu colega. Mas conseguimos dar conta apenas de meio prato, ao que ele disse cabisbaixo: Maketá (fomos derrotados)...
Depois dessa sessão de masoquismo-gourmet, fui conferir o modo de preparo do booldak: pega-se filé de frango grelhado, corta-se com uma tesoura em pedacinhos. Cada pedacinho é envolto em uma graxa, uma pasta avermelhada que fica em uma bacia. Leva-se ao fogo. A graxa derrete um pouco e cai no fogo, provocando labaredas enormes. A tal da graxa é um verdadeiro combustível!


O nosso amigo garçom ficou até feliz que comemos meio prato. Ele ainda nos avisou que tem uma filial da loja aqui no Japão, em Shibuya, caso quiséssemos repetir a dose em casa. Eu hein.
Contamos nossa aventura para nossos colegas da filial coreana no dia seguinte, e eles não conseguiam acreditar. Nem coreanos comuns conseguem encarar o booldak. A tradução para booldak: frango-de-fogo.


Vivendo e aprendendo...

Um comentário:

Renato disse...

Os coreanos acham que a comida deles e' a mais apimentada do mundo. E' so' pimenta vermelha. Esses caras passam aperto quando encaram comida tailandesa, indiana e mexicana. Nessas, o bicho pega, e a saida depois e' algo desesperador...