terça-feira, março 21, 2006

Big Island

Sábado fomos ao estádio Big Arch, do Sanfrecce Hiroshima, para uma partida da J-League. O Big Arch é um dos dois estádios do time, e comporta 50.000 torcedores. Que diferença pros times do Brasil, né? Se bem que achei o estádio muito grande, a pista em volta do campo deixa os torcedores muito longe do campo. Eles têm um placar eletrônico e um telão, com replay e tudo.



Em campo, Dininho ex-São-Caetano, Beto Cachaça ex-Fla, e Uéslei ex-Bahêa, pelo Sanfrecce, e Washington Coração de Leão e Alex da seleção japonesa no Reds.
O Sanfrecce foi gar-fa-do, e perdeu de 4 a 1 para o Urawa Reds. O Sanfrecce estava melhor, mas aos vinte e poucos do primeiro tempo o juiz expulsou o Dininho - aí entraram dois gols em seguida, e com dez foi difícil. No final, o gol de honra marcado pelo Uéslei (aliás, dos 5 gols da partida, 4 foram marcados por brasileiros, é mole?).

A torcida participa bastante, foi muito legal. Diferente também acompanhar os jogos comendo udon, yakissoba...
O hino do time, "We get dreams", é muito bom, vou ver se arrumo algum mp3.

3 comentários:

Mauricio disse...

Isso é para todos verem q não é só no Brasil q os juizes são ruins. Isso é no mundo todo.
Essa Copa do Mundo vai ser uma blz em matéria de arbitragem.

Erick disse...

Pois é Mauricio, mas pelo menos foi legal ver que o Washington está jogando bem pra caramba... Bem que o Palaia podia levar ele pro Palestra né...

Mauricio disse...

O Palmeiras até já tentou trazer ele de volta, o problema é q taum pedindo muito alto. Com isso precisamos ficar com o nosso Washington mesmo. Pelo menos ele agora tá jogando bem. Fez 2 ontem. Espero q continue assim.